Governo deve manter benefício da Zona Franca

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou que vai manter os benefícios fiscais a empresas instaladas na Zona Franca de Manaus na proposta de reforma tributária do governo, que prevê a unificação dos impostos federais. Outro plano do governo é reduzir em mais de um terço os atuais subsídios. A Zona Franca representa 8% das renúncias fiscais da União, cerca de R$ 25 bilhões anuais.

A manutenção vai na contramão da estratégia da equipe econômica de reduzir os incentivos tributários.

A Zona Franca terá tratamento diferenciado na proposta de reforma do governo, que está em fase final de elaboração e deve ser apresentada na próxima semana.

As informações estão na edição de hoje do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: O Estado de S.Paulo